Conheça quem faz parte da nossa história

Vídeos

Depoimentos

A iniciativa de oferecer a gincana com a participação dos pais foi um sucesso, pois promoveu momentos de alegria e interação entre pai e filho. Como atualmente nossa realidade em relação as brincadeiras mudou, foi uma oportunidade das crianças conhecerem um pouco das diversões da época dos pais. - Nilo Passos.

Mais depoimentos

Pinguinho de Gente

Olimpiadas

As Olimpíadas foram disputadas pela primeira vez no ano de 753 a.C. , na Grécia. Os jogos surgiram como uma forma de homenagear os deuses, entre eles Zeus.
As olimpíadas têm esse nome, pois aconteciam na cidade de Olímpia. A vitória nos Jogos Olímpicos consagrava o atleta para toda a vida, transformando-o quase num herói.
Nesse período, a competição também acontecia de quatro em quatro anos. A comemoração desportiva era chamada de manifestações pan-helênicas. Foi estabelecido que alguns jogos ocorreriam mensalmente, outros jogos todos os anos, e também outros, como acontece hoje, de 4 em 4 anos.
Essa primeira fase dos jogos duraram até 393 d.C, quando o imperador romano Teodósio acabou com a tradição.
Depois de mais de um milênio sem competição, as olimpíadas foram retomadas em 1896, graças aos esforços do francês Pierre de Coubertin.


Símbolos Olímpicos

Existem símbolos que caracterizam os jogos olímpicos. Os mais importantes são:

Aros interligados: os cinco aros interligados na bandeira das olimpíadas, que têm as cores azul, amarelo, preto, verde e vermelho, representam os cinco continentes e a união entre eles. É interessante notar que o fundo da bandeira é branco, isto porque é a única cor que está presente na bandeira de cada um dos países filiados ao COI. Este símbolo existe desde 1913 e posteriormente, também passou a ser a marca do próprio Comitê Olímpico Internacional.

Tocha: apareceu pela primeira vez em Berlim (1936), é inspirada no fogo sagrado e purificador dos gregos antigos. Percorre diversos países, sendo conduzida pelos melhores esportistas de seus respectivos países. É mesmo emocionante ver a tocha chegar à pira olímpica no dia da abertura!

Lema olímpico: é simples e inspirado também nos gregos - Citius, Altius, Fortius, ou seja, o mais rápido, o mais alto, o mais forte - reflete a ideia de superação do atleta em busca da conquista da medalha olímpica.

Mascote: são personagens que acabam caracterizando cada edição dos jogos olímpicos. A primeira foi criada em 1968 para os jogos da França. O objetivo das mascotes é criar um vínculo afetivo com o público e são criadas levando em consideração as características da cultura ou à fauna do local onde estão sendo realizados os Jogos.

Hino: foi composto pelo compositor grego, Spirou Samara, com letra do músico, também grego, Cositis Palamas, em 1896. O COI adotou-o como ?olímpico? em 1958. Desde então, o hino é executado quando a bandeira olímpica é hasteada em todas as cerimônias de abertura.

Juramento: os atletas tem que fazer um juramento antes das competições iniciarem. A leitura do juramento cabe a um atleta do país anfitrião e tem seguinte conteúdo: ?Em nome de todos os competidores, eu prometo participar nestes Jogos Olímpicos, respeitando e cumprindo com as normas que o regem, no verdadeiro espírito esportivo, pela glória do esporte e em honra às nossas equipes?.

Medalha: todos correm atrás delas, mas só os melhores conseguem! As medalhas olímpicas de premiação (ouro, prata ou bronze) tem medida padronizada, deve ter, no mínimo, 60 mm de diâmetro e 3 mm de espessura. A medalha de ouro, que corresponde ao 1º lugar deve conter, obrigatoriamente, 6 g de ouro puro, no mínimo. Além disso, todos os atletas e oficiais recebem também uma medalha de participação, oferecida pelo comitê organizador local.

Leia mais

Av. Flamboyant, 755, Parque das Laranjeiras. Goiânia-GO   |   62 3249-1606 | 62 3249-1880 | 62 8122-9294